Resumo Histórico de Lagoa Santa

image11

 O poder de cura das águas de Lagoa Santa foi divulgado pelo fazendeiro Felipe Rodrigues, primeiro morador da região, tendo chegado lá em 1733.
Banhando-se na lagoa foi curado de feridas crônicas em apenas dois meses. Posteriormente também foi curado de uma surdez pelas águas da lagoa.
O fato foi relatado ao doutor Simão Pereira de Castro, que sofria a oito anos de prurido intenso e se curou com poucos banhos na lagoa. 

 O padre Pedro Antônio de Miranda ao chegar à região foi informado das curas. Esse, ao voltar à Sabará relatou o ocorrido para várias pessoas, inclusive ao médico italiano Antônio Cialli, que teria identificado substâncias nas águas da lagoa com propriedades medicamentosas. Foi esse padre que celebrou a primeira missa em Lagoa Santa no dia 20 de abril de 1749. 

 Em apenas um mês já estavam em volta da lagoa três mil pessoas buscando a cura de seus males. Outro médico italiano, João Agostinho Guido, vindo estudar o poder de cura das águas da lagoa, disse necessitar de um a dois anos para chegar a uma conclusão. Notícias dos poderes medicinais na lagoa chegaram a Lisboa em 1747. Por esta razão foram levados, por encomenda, vários barris de água da lagoa até Portugal. 

 Devido ao poder de cura das águas da lagoa (Lagoa Santa) divulgado pelo Dr. Cialli em 1749, formou-se o povoado e foi edificada a igreja dedicada a Nossa Senhora da Saúde.
O decreto lei de 28 de junho de 1831 criou uma escola primária no povoado.
O cirurgião João Cardoso de Miranda é considerado o autor da primeira publicação sobre as virtudes terapêuticas das águas de Lagoa Santa.
O opúsculo foi editado em 06 de maio de 1749.
A partir de então forma-se o núcleo que daria origem à cidade de Lagoa Santa.
Em 19/01/1833 chega pela segunda vez ao Brasil, no Rio de Janeiro, o sábio dinamarquês Pedro Guilherme Lund.

 Dr.Lund, como ficou conhecido, empreendeu longa viagem pelo interior do Brasil, quando conheceu grutas, fez estudos da fauna e flora. Passou por Curvelo, Lagoa Santa, Sabará e Ouro Preto, isto em 1834. Retornado à Curvelo em agosto de 1835, conclui a descrição da caverna de Maquiné. Novamente partindo de Curvelo para Lagoa Santa, visita 19 cavernas. Chega a Lagoa Santa no dia 07/10/1835, e tendo encontrado grande número de cavernas próximas deste povoado, ali fixa residência.
Assim fica estabelecido o ponto de partida para seus estudos. Dessa maneira, ficam assentadas as bases da paleontologia brasileira, tendo por berço a região de Lagoa Santa. 

 Com isto, Lagoa Santa alcança o seu importante lugar na HISTÓRIA e CIÊNCIA. Lund viveu em Lagoa Santa até maio de 1880, quando faleceu aos 79 anos.
A revolução liberal de 1842, liderada por Teófilo Otoni, contou com a participação de Lagoa Santa. Houve duas batalhas, sendo a primeira vencida pelos rebeldes, comandados por Manuel Ferreira que venceu o Coronel Pacheco.
O município de Lagoa Santa foi criado pelo decreto de lei 148, de 17/12/38 e fica na zona metalúrgica.
A gruta da Lapinha é importante ponto de referência turística da cidade.
A lagoa central (Lagoa Santa) é motivo de grande preocupação, embora seja considerado o cartão postal da cidade, tem sua sobrevivência ameaçada por falta de cuidados específicos.


Ajax Pinto Ferreira


Fonte: Prefeitura municipal de Lagoa Santa